Biden afirma que Zelensky não quis ouvir alertas de invasão à Ucrânia

Biden afirma que Zelensky não quis ouvir alertas de invasão à Ucrânia

O presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou, nessa sexta-feira, que o presidente ucraniano desvalorizou sucessivos avisos dos Estados Unidos de uma iminente invasão russa do país. Kiev reagiu neste sábado: aliados ocidentais “não quiseram ouvir” apelos a sanções preventivas contra Moscou, devolveu o porta-voz de Volodymyr Zelensky, Sergei Nikiforov. “Muitas pessoas pensaram que eu estava exagerando”, declarou Joe Biden durante uma recepção, em Los Angeles, destinada a levantar fundos para o Partido Democrático. “Mas eu sabia que tínhamos informações nesse sentido. [Vladimir Putin] ia cruzar a fronteira. Não havia dúvidas e Zelensky não quis ouvir”, acrescentou o presidente dos Estados Unidos.

Leia Mais...

Zelenskiy diz que Reino Unido fornece a Kiev as armas que precisa

Zelenskiy diz que Reino Unido fornece a Kiev as armas que precisa

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse nesta segunda-feira (6) que o Reino Unido está fornecendo as armas que Kiev precisa para combater na guerra com a Rússia e agradeceu ao primeiro-ministro Boris Johnson pela compreensão “completa” das necessidades. O Reino Unido disse na segunda-feira que, em coordenação com os Estados Unidos, fornecerá à Ucrânia sistemas de foguetes de lançamento múltiplo que podem atingir alvos a até 80 quilômetros de distância como parte de uma nova ajuda militar do Reino Unido a Kiev. “Sou grato ao primeiro-ministro Boris Johnson pela compreensão completa de nossas demandas e prontidão para fornecer à Ucrânia

Leia Mais...

Ucrânia recupera cerca de 20% do território perdido em Sievierodonetsk

Ucrânia recupera cerca de 20% do território perdido em Sievierodonetsk

 Forças ucranianas recuperaram cerca de 20% do território que haviam perdido em Sievierodonetsk durante conflitos com a Rússia, afirmou o líder da região de Luhansk, no leste do país, nesta sexta-feira (3). “Enquanto antes a situação era difícil, a porcentagem (controlada pela Rússia) era de cerca de 70%, agora nós os obrigamos a recuar cerca de 20%”, disse Serhiy Gaidai à emissora nacional. A Rússia concentrou suas forças na batalha pela cidade, que Moscou precisa tomar para conseguir o seu objetivo de dominar toda a província de Luhansk. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse na quinta-feira (2) que as forças do

Leia Mais...